segunda-feira, 14 de abril de 2008

O "traficante" de Birkin

Sabemos que se você quer uma Birkin, você precisa ter muito dinheiro (entre 9.000 e 40.000 euros) e para alguns modelos se inscrever em uma lista de espera de quase dois anos... Claro que existe várias "novas ricas"que pagariam o que fosse para não perder tempo e desfilar com sua "it bag" pois celebridades como Eva Longoria, Cameron Diaz ... são das poucas privilegiadas que podem brilhar com uma sem passar pela famosa "lista de espera" tudo isso, para continuar criando esse aura quase mitológica ao redor desta bolsa...
O modelo Birkin de Hermés foi criado nos anos 70, quando a cantora Jane Birkin contou ao proprietário da marca que usava cestas de vime porque para ela, o essencial em uma bolsa era que fosse grande e abrisse com facilidade. Hermés convidou Jane que "desenhou" essa bolsa ideal, assim nasceu um dos ícones da moda do século XX.

É aqui quando surge Michael Tonello, um fashionista americano residente em Barcelona, que descobriu como comprar um Birkin sem esperar dois anos. Depois de vender no eBay um lenço Hermés, percebeu que na internet existe uma grande quantidade de compradores multimilionários, disposto a pagar "o que for" por conseguir uma peça "it"

O espertinho entrava em uma loja de Hermés com sua agenda Hermés Ulysse e vestindo vários produtos da marca, com uma elegância inata, comprava braceletes, foulards, sapatos, etc... gastando aproximadamente 2.000 dólares... Isto transformava a Tonello em um autêntico cliente vip e no momento de pagar...Ele perguntava se era possível comprar uma Birkin e claro, nesse instante, a vendedora sempre tem uma no estoque da loja…

Assim se quebrava o mito, com elegância, bom gosto, gastando dinheiro e com muita cara-de-pau... Foi então quando Tonello viajou o mundo com a mesma estratégia, conseguindo mais de 130 bolsas em três meses. O truque era não pisar a mesma loja em um prazo de seis meses e visitar todas as lojas do mundo. Conseguiu centenas de bolsas para cliente"loucas" pela tão desejada bolsa, até que um dia, a cobiça o levou a visitar muitas vezes a loja de Paris e descobriram o truque... o curioso é que até o momento nunca cruzaram a base de dados das lojas, mas quando fizeram, Tonello recebeu um fax convidando-o a não voltar a comprar uma Birkin em Hermés...

Mas Tonello seguirá lucrando, porque seu livro Bringing Home the Hermés, está claro que será em breve um sucesso de vendas. No livro, nos conta suas aventuras como "traficante" de Birkins, as piadas mais curiosas e suas "transações" com Hollywood e a alta sociedade de todo o mundo fazem deste livro um divertido retrato da sociedade atual. Onde "glamour" e elegância já tem seu preço! Hahahahaha.
Saiba mais aqui, aqui e aqui.

Um comentário:

Glauco Sabino disse...

Putz, o cara é genial!!! Esse livro deve ser beeem engraçado.