terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Seu melhor presente de Natal!

Chegou o momento de matar a curiosidade ... tãnãnãnããããããã.
O presente, como você pode ver na fotinho são dois lenços Marc by Marc Jacobs , um deles ficou famoso pela acusação de plagio que recebeu o próprio Marc (saiba mais aqui e aqui). Pra ganhar tem que contar qual foi o melhor presente de natal que você ganhou na vida??? As 2 respostas mais criativas ganham!!! E não adianta dizer só o que foi...tem que ser resposta completa tipo: Foi um pônei. (búúúúúúú) . tem que ser assim: Foi um pônei cor de rosa voador que minha vó me deu. Voei com ele pra escola e os coleguinhas morreram de inveja. Foi meu dia de glória!(hahahahaah! O pônei é da Roberta, ok?). Você tem até dia 15 de janeiro para responder! Participe!

36 comentários:

Everton disse...

Eu pedi muito e acabei ganhando uma irmã, para falar a verdade ia sempre pra escola e todos na entrada tinha uma irmã menor para dar tchau, ou até mesmo para mostrar aos amigos e eu era o única que não tinha, chorava e pedia demais para minha mãe.

Até que ela veio e bem no Natal, eu me lembro que minha disse que tinha que pedir um presente para o papai noel e acabei pedindo ela, sempre brigamos mas como papai noel não aceita devolução (brincadeira).

Mas logo depois de receber o presente foi como um troféu, eu ir pra escola empurrando o carrinho e minha mãe do lado, e depois poder mostrar aos meus amigos foi uma ótima fase da vida, hoje ajudo ela se vestir e se interessar mais pelo mundo da moda, pelo menos tenho ela como minah modelo para criações!

www.lemousse.com.br disse...

olaa =D
indikei o cajon pro premio dardos, la no blog =*

Gabi disse...

Quando era pequena eu era a mais nova de toda a família, então o Natal não era uma comemoração mágica como deveria ser, não era uma coisa esperada por todos, por mim sim, esperava e ansiava pra poder ver o tal velhinho de barba branca que todos falavam. Naquele ano um primo meu estava vindo pra casa da minha tia, ele era mais novo do que eu e conseqüentemente era mais um criança em casa; isso animou a todos eu acho, porque naquele ano estavam todos animados, não se falava em outras coisas além de presentes e papai noel. Depois que chegamos na casa da minha tia e jantamos, fomos nos sentar na frente da lareira onde ficavam os presentes, pra representar que quem os colocará ali foi o Papai Noel, quando estavamos todos sentados e abrindo os presentes ouvimos um sininho, eu e meu primo corremos até a janela para ver, e nada. Mandaram agente subir as escadas pois tinham ouvido um barulho lá em cima, quando chegamos lá, nada também, ao olharmos a janela lá estava ele, um capuz vermelho, não pude acreditar na hora em que vi, ele realmente existia!

Quando descemos pra mostrar a todos o que havíamos encontrado quem nos surpreendeu foram ele na sala estava Papai Noel e sua gentil esposa com MAIS presentes, consigo me lembrar da alegria que senti na hora.



Mas respondendo a pergunta, o meu melhor presente foi aquele Natal, eu finalmente pude viver um Natal mesmo, com tudo que uma criança merece, Papai Noel, presente, família e a mágia de Natal.

Mesmo quando o Natal acabou, as árvores foram desmanchadas eu falava pra minha mãe que eu escreveria uma carta para o velhinho todas as estações do ano, pra ver se ele vinha me visitar, esse foi o meu melhor natal!

Frau Martins - Berlin disse...

Ow...o ponei nao é meu nao... nao cabia lá em casa, a gente acabou tendo que deixar ele lá na SUIPA. Quem quiser um ponei voador cor de rosa, já sabe onde pode buscar ;-)

Thaís disse...

Meu melhor presente de Natal foi o que eu ganhei ontem. Yves Sain Laurent passou aqui em casa, já que a agenda dele não estava mais tão cheia e nós matamos a saudade. Tomamos chá e conversamos enquanto assistimos o especial do Roberto Carlos na globo. Foi um dos Natais mais felizes, agitados e fashions que eu já tive. Só perde pra aquele em que Coco Chanel deu uma passadinha pra me avisar que a minha Chanbel 2.55 estava aberta.

Thalyta disse...

O meu melhor Natal foi o de 2008.
Tudo começou quando em março de 2008 comecei a ler o Cajon DeSastre. Um blog um tanto interessante e informante. Tudo o que era noticia de moda tinha lá.

Foi em dezembro então que o blog decidiu fazer um MEGA sorteio, o ganhador levaria para casa um lenço MARAVILHOSO by Marc Jacbos. Decidi participar, afinal que mal podia ter.

GANHEI!!!!!!

Não podia ser verdade.Pulei de felicidades, era o MELHOR presente do mundo. Nunca havia passado um fim de ano tão feliz!!!!

Mais o melhor foi quando em fevereiro fui para a faculdade (de moda que é a que eu faço) com um SUPER lenço do Marc!!!

Definitivamente o Natal de 2008 foi o melhor!!!

Bjo Cajon DeSastre!
Feliz 2009
:)

renato disse...

Sou de Portugal, e leio regularmente o Cajon, gosto bastante...

Meu melhor Natal foi o ano passado, estava fazendo Erasmus (uma espécie de intercâmbio, caso vocês não conhecam) na Inglaterra, mais concretamente Manchester...

Depois de 6 meses de chuva, frio e vento e dos "hábitos" frios e distantes dos ingleses foi muito bom regressar a casa e à família.
Foi aí que percebi o verdadeiro significado do Natal; mais do que a troca de prendas, o Natal é pra ser passado com as pessoas de quem mais gostamos (com ou sem prendas), pois o lado material é o que menos interessa nesta altura do ano...

Beijos do outro lado do atlântico

thayse disse...

the best crhistmas ever!

Divido o uso do computador com meu irmão - ele tinha um e conseguiu desmontá-lo e pintar o cooler de laranja e verde. O pior é quando eu estou lendo meus blogs preferidos e ele quer tomar "posse". Sem contar que eu demoro hooooras para ler todos, pois clico em tudo quanto é link e analiso pra caramba o trabalho do blogueiro *instinto jornalista*.

Eu seeeempre quis um notebook; e neste natal ganhei um *O* estou meega feliz, agora posso ler meu blogs MARAvilhosos, enviar meus e-mails e tudo mais; porque tenho um computador SÓ pra mim.

AAAAAH! droga, agora INfelizmente tenho que sair, meu irmão quer falar com a namorada via msn. tsc tsc


xo

Ana Cláudia disse...

OH,GOSH! MARC,MARC,MARC..

Bem,acho que meu melhor presente foi uma viagem que fiz com toda a família..que na verdade foi um cruzeiro pela costa brasileira!
Foi toda a minha família até minha biza,hahahaha
Foi algo lindo e muito emocionante,que me marco muito..
Já faz alguns anos! Nossa,como o tempo passa,é assustador!
Toda a família aproveito muito,nos uniu mais ainda! Foi realmente "lovely",hahaha..

ps:como você vai entregar esses presentes? hahahaha
Beijos e feliz ano novo!

Angélica Dass - Madrid disse...

Hola Ana! Vou entregar os presentes como sempre faço no Cajon, por Correio! Tentei contratar o Papai Noel, mas ele só trabalha até o dia 24! hihihihihii

Ana Cláudia disse...

HAHAHAHA,Ah tá!
Você mora no Brasil ou em portugal?
Achei muito legal a sua iniciativa,parabéns.. e também gostaria de lhe desejar um ótimo ano novo! Beijinhos

Débora disse...

Gente, eu tenho uma pergunta.
A resposta tem que ser de algo que realmente aconteceu, ou tem que ser só criativa mesmo?
Obrigada!

Angélica Dass - Madrid disse...

TEM QUE SER CRIATIVO! Ou você acha que o pônei da Roberta é real e está na SUIPA? Hahahahahah!Brincadeiras a parte, a história tem q ser boa, não importa se aconteceu, pode ser bem humorada, surrealista, emocionante...

Ingrid Araujo disse...

Meu melhor presente de Natal foi uma bonequinha que eu ganhei quando eu era criança, eu a chamava de xuquinha, tinha um cabeção e lábios bem rosados,muito linda! Eu costurava várias roupinhas para ela,aliás ficava linda de vestidinho de bolinhas vermelhas.Adorava fazer penteados no seu cabelinho,era pouco mas muitooooo fofo. Até dar comidinha eu dava, obviamente, se não morria de fome ,hahaha.

Portanto, imagine minha linda xuquinha com lencinho do Marc Jacobs? Ela ia amar tenho certeza. Mas, como ela não está mais entre nós, a mamãe usa tá bem?.

Feliz Ano novo para tooooddooossss do Cajon!!!!

Bjusss.

Doris disse...

Me mudei para São Paulo há 1 ano e meio e desde então me sentia muito sozinha. Moro com meus tios, mas eles são fechados e mal converso com eles. A cada contato com a família, ficava com o coração pequeno e dolorido. Assisti a um filme baseado numa história real, em que o personagem fazia uma peregrinação solitária, e sua última frase foi "Felicidade só é real quando compartilhada". Faltando alguns dias pro Natal, eu sofria por não ter com quem dividir as pequenas felicidades que eu tinha ou as dores que sentia. Quando finalmente cheguei a minha cidade, passei momentos deliciosos com primos, tios, 3 irmãos pequenos e lindos, ganhei abraços carinhosos da minha avó, fui oficialmente incluida na carinhosa família da minha madrasta, e tive com quem dividir tanto os problemas quanto as alegrias. Não ganhei presentes em caixas bonitas com fitas coloridas, mas ganhei o aprendizado do que é o Natal: não importa quão calor esteja, todo mundo precisa de pessoas que aqueçam o coração.

virginia lopes disse...

O melhor presente de natal que já ganhei na vida foi um anel.
O presente em si não tem nada de além do extraordinário, mas o bacana é que ele era da minha bisavó.
Ele foi o anel de noivado da minha avó de quando ela ainda morava na Itália.
Ela se casou e veio para o Brasil; quando meu avó pediu para ela e para meu bisavô a mão da minha avó, ela deu como anel de noivado o anel que foi seu.
No natal de 2004, minha avó me deu como presente de 15 anos o anel, já que meu aniversário é no dia 16 de janeiro, data "próxima" do natal.
O presente mais bacana que já ganhei de natal, foi a tradiçao de ter um anel verdadeiramente de família como presente!

Lucas disse...

Meu melhor presente de natal foi quando meu avo que havia falecido há 10 anos atrás me mandou uma mensagem durante meus sonhos do dia 24 p/ 25!
Ele disse que Yves Saun Lauren o encontrou lá no céu e tinha reservado um lugar pra mim na maison dele aki na terra! Fikei very happy e ele disse que eu vo substituir Stefano Pilati, no começo não acreditei mais eu depois começei e ter confiança em mim e nas minhas criatividades artisticas!

Thiago disse...

O meu melhor presente de Natal foi a xuca progressiva q um amigo meu de Macaé me ensinou a fazer. Com todo esse modismo de escova progressiva, escova de chocolate, escova inteligente, ele lançou em Macaé a xuca progressiva. Não preciso ficar me extendendo aqui quanto ao significade da palavra xuca mas vc pode encontrar fácil vendo qualquer bee por aí q ela te explica ainda mais se ela for das minhas. A tal da xuca progressiva consiste numa aplicacao de litros de cloro com alguns panos de chão pra secar e limpar depois fzendo movimentos circulares. Vcs devem estar perguntando onde né? Isso mesmo, no e.d.i. Com essa aplicacao repetida por 3 vezes, vc fica sem passar o cheque durante 6 meses. Fiz no Natal e até agora nao chequei ninguém. Imagina...as gringas deviam aderir ou não né? Afinal cda cheque em euro que tomei nesse Reveillon...hahahah bom, é isso aí! Essa descoberta antes do Natal foi gloriosa..Ano Novo só tive boas entradas e limpas, acima de tudo!

A Modista disse...

Oi! Meu melhor presente de Natal foi a "visão" do papai noel que tive quando tinha uns oito ou nove anos. Bom, na época eu jurei de pé junto que era ele mesmo, uma coisa super bacana, eu vi um monte de estrelinhas formarem o contorno do bom velhinho. Foi o melhor Natal de todos!!!! Depois de uns anos veio a revelação mas até que foi bacana ter viajado "nas asas da imaginação"... hehehe! Bjão, Virgínia

Lu disse...

Bom, o meu melhor presente de Natal foi desse último Natal de 2008! Ele já era muito bem esperado, não só por mim, como por toda família, afinal foi há mais ou menos 8 meses átras que ele foi anunciado a todos. Porém ele não estava pronto quando fora anunciado e foi ficando ao longo de todos esses meses. Após 7 meses de toda essa fabricação o meu presente passou a correr sérios riscos de não ficar pronto nunca, após mais 2 meses ele ficou! Mas ainda assim não podíamos vê-lo, pois ele teve ficar sob observação já que passou por um risco tão sério. Faltava um dia pro Natal, e pra falar a verdade este presente não era só meu, óbvio que não, era de toda a família, como eu já havia dito. Foi triste saber que não iríamos conhece-lo no Natal, tudo parecia tão triste em saber que enquanto estaríamos nos divertindo, ele estaria lá, sózinho, longe de qualquer familiar.
Mas foi então, no dia 24 de manhã que por um milagre de Natal ele recebeu alta e nessa mesma noite, toda a família conheceu o lindo Pedrinho, meu sobrinho.

lullybeachwear disse...

MEU MELHOR PRESENTE DE NATAL FOI UM PAR DE PATINS QUE GANHEI , PORQUE SEMPRE GANHAVA PRESENTES CONJUGADO JUNTO COM MINHA IRMÃ. ESSE FOI O 1 PRESENTE QUE GANH
AVA SEM TER QUE DIVIDIR COM MINHA IRMÃ BIA . SOU A CAÇULA DE 11 IRMÃOS E MEUS PAIS NÃO PODIA COMPRAR UM PRESENTE PARA CADA , ENTÃO TINHAMOS QUE DIVIDIR ,BICICLETAS , RÁDIOS E ETC...
MAIS ESSE NATAL FOI ESPECIAL , GANHEI O PAR DE PATINS QUE TANTO QUERIA E O MELHOR NÃO PRECISAVA DIVIDIR PORQUE CALÇO 33 E MINHAS IRMÃS CALÇAVAM ALGUNS NÚMEROS ACIMA DO MEU.

ACORDAVA E CALÇAVA MEU PAR DE PATINS E PASSAVA O DIA COM OS PÉS NELE , BRINCAVA DE ELÁSTICO , PEGA- PEGA , PIQUE E ESCONDE , TUDO COM OS PATINS NOS PÉS. SENTIA QUE ELES FAZIAM PARTE DO MEU CORPO. HAHHAHAHAH. ISSO ERA FANTASIA E CRIANÇA.

Elise disse...

Eu sempre amei violinos. Mas nem nunca fui jeitosa com instrumentos.

Por essas coisas da vida, (trabalho, filho, faculdade, casa... tudo ao mesmo tempo agora) nunca tive uma brecha pra correr atrás de aprender a tocar.

Fiquei anos sem falar nisso. Muito de vez em quando, suspirava quando ouvia alguma melodia com violinos.
Daí que no natal do ano retrasado, eu trocava presentes com meu marido, quando ele me aparece segurando um "case"!!

Ele lembrou! E me fez chorar muito, com um violino lindo! O natal é especial para nós - além do óbvio, é a "nossa" data.

Acontece que o trabalho, a faculdade, filho, casa etc. continuaram, né, então o violino ficou esperando...

Então nesse natal, EU me dei o segundo melhor presente de todos: aulas de violino!

Começo amanhã! Aos 32 anos, e com aproximadamente 15 anos de atraso (se contar quando comecei a sonhar).

Muito mais valioso do que ganhar um presente, é poder ganhar um sonho desejado....

Martha Postiglione disse...

Foi um quadro. Mas não era qualquer quadro, era O QUADRO que desde que foi pintado pelo artista e meu amigo me fez desejá-lo em minha parede (o quadro, óbvio). Mais o fantástico foi a forma como aconteceu. Como eu queria comprá-lo há tempos e tinha me programado para me dar no final do ano, o meu namorado (amicíssimo do pintor) inventou que o quadro tinha sido dado pelo autor para a sua atual namorada. Quase infartei de tanta raiva. Ainda mais porque todo mundo sabia a importância daquela imagem surreal, linda e psicodélica para mim.
Um dia antes do natal tivemos uma festa de fim de ano com amigos (inclusive o casal que eu queria esbofetear) e na volta, muuuuuuitas champagnes depois, entrei na casa do meu querido e ao olhar para a parede, lá estava ele, lindo, penduradinho me esperando. Tive uma crise de choro, riso, gritos, tudo. Foi uma surpresa que conseguiu realmente me fazer feliz, como se a esperança voltasse e inundasse todo meu natal. Amei!

Gabriela Galvão disse...

O meu melhor presente de Natal ñ foi um... Mas dois!

O primeiro foi meu Rusty, um Cocker Spaniel inglês com pedigree mas era um moleque de rua, pensava que era vira lata, hahahahah

Ele chegou no dia 24 de tarde numa cestinha de vime com uma cobertiha branca. (Eu tinha aula e minha mãe ñ me deixou faltar para esperá-lo -ele foi do Rio a Minas levado por minhas tias-, mas ñ teve o último horário e eu pude vê-lo chegar!!!)

À noite eu ñ ganhei nada, apesar de ainda ter esperanças de ganhar minha tão pedida bicicleta...

Nada dela.

Na manhã do dia 25, papai disse para irmos ao sítio passear com o Rusty. Eu queria ficar em casa mostrando ele para os amiguinhos a rua, mas fiz a vontade dele.

Chegando lah, estávamos empolgados nadando no rio, quando ele me disse que pegasse ñ sei o que no porta malas do carro. Eu disse que ñ ia, ele insistiu, eu tb... Ateh q fui a contra gosto.

E o que estava lah?! Minha bicicleta!!!!

Foi muito lindo, aquele Natal!

Zeca disse...

O melhor presente de Natal que recebi foi o do ano passado, em que minha namorada aceitou meu pedido de casamento.....

Shirley disse...

Meu melhor presente de Natal eu ainda não recebi: um bebê. Há exatos 16 meses eu e meu marido esperamos pela nossa Isadora, que pode nascer da minha barriga (sim, estamos tentando com afinco!) ou estar sendo gerada por outra mulher. Nós chegamos a conclusão que temos tudo que o dinheiro pode comprar (e esse presente nem o Mastercard pode dar jeito, pois embora já tenhamos gasto muito com tratamentos de Fertilização o bebezinho não vingou), só falta nossa menininha (mas se for menino também será muito amado) para abraçarmos muito e mostrarmos que a vida é linda, apesar dos dias nublados. Quem sabe no próximo Natal o Papai-Noel nos faz uma surpresa?

C. G. disse...

Meu melhor presente de natal eu ganhei quando tinha 7 anos.
Sempre fui uma criança muito criativa, gostava de imaginar situações e lugares bastante diferentes daqueles nos quais eu me encontrava.
Então, no natal de 1997 minha mãe me deu de presente uma "toca do gugu", aquele presentinho tão infantil me permitiu conhecer mundos que jamais imaginei. Quando eu entrava na minha toca e fechava a portinha daquele cubículo tudo se transformava de uma maneira fantástica. Ele era meu castelo, minha aldeia, minha sala-de-estar, minha floresta, meu cenário de cinema, e eu nele, era quem eu queria ser, no momento que queria.
O próprio presente não era demais, era uma toquinha boba talvez, uma cabaninha pequena feita de um tecidinho fino que só cabia mesmo eu dentro e olhe lá mas é exatamente assim que é o natal, um dia como qualquer outro que poderia não ser nada demais, o que o diferencia é o sentimento que ele desperta nas pessoas, a alegria, o sentimento de renovação.
Eu, a partir daquele natal, pela primeira vez não me senti tão presa no mundo de criança pois ganhei algo que me permitia criar minhas próprias realidades uma vez estando lá dentro. O natal também é assim, a gente inventa um pouco, esquece um pouco nossa realidade, e por um único dia nos sentimos unos, unidos, livres, amados e amando, completos, como em todos os outros dias deveriamos nos sentir, mas cada um sabe o que precisa para se sentir assim o que desperta esses sentimentos. No meu caso aos 7 anos eu só precisei de uma toca para continuar me sentindo tão feliz por muitos e muitos dias depois no natal até não caber mais lá dentro.

Helena disse...

Quando eu tinha uns 10 anos, eu tinha 1 Barbie e ela só tinha 3 roupas. Minha vizinha era viciada em Barbie e tinha um monte de roupas pra Barbie dela, que a avó fazia e comprava. E a minha lá, só com as 3 mudinhas. Aonde eu morava não tinha roupa de Barbie pra vender. Pedi pra minha avó, que morava em Curitiba, mas ela nunca me deu. Meu pai não gostava da sogra e vivia dizendo que ela era chata, só ficava se empanturrando de cremes e perfumes, e eu, criança ás vezes ia na onda dele. Minha avó morreu e quando minha mãe foi no apto dela, achou um monte de roupinhas miniaturas. Lembrou que eu tinha pedido as roupas pra Barbie. Ela estava comprando e guardando as roupinhas para me dar no Natal. Eu ganhei as roupas no Natal, minha mãe me contou que era presente da minha avó q tinha morrido e eu tive uma ressaca moral gigantesca por ter pensado mal da minha avó. Com 11 anos. Briguei com meu pai e até hoje me emociono muito com essa história, sempre choro, como agora. Foi meu melhor presente de Natal. Tenho as roupas e a Barbie até hoje, e já vou fazer 30 anos.

Rita de Cássia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rita de Cássia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana-cyrineuss@hotmail.com disse...

Eu sou filha única e tenho uma mãe suuuperprotetora.

Quando me mudei pro meu atual apartamento (ná epoca tinha 5 anos) nunca tive ninguém para brincar. Todas as garotinhas brincavam na rua, acompanhadas de suas irmãs e eu sempre ficava espiando pela janela com a minha bonequinha no braço.

Mesmo assim elas fizeram amizade comigo e as vezes vinham aqui em casa para brincar, porém, sempre tinha uma hora que elas se cansavam e iam pra rua e eu ficava aqui sozinha, triste demais.

Eu pedia muito para minha mãe deixar eu brincar na rua com elas, mas ela não cedia.

Foi então que com meus 7 anos de idade, bem na época do Natal, um vizinho se fantasiou de papai noel e foi brincar com a criançada na rua. Acho que minha mãe viu com meus olhinhos brilhavam, olhando pelo vidro da janela, querendo descer pra ver ele. Então ela finalmente disse: pode descer lá, filha.

No começo, me lembro que não acreditei... fiquei receosa...
E fui descendo as escadas devargar.

Quando vi, eu já estava lá na rua, brincando com as meninas e abraçando o papai noel! E minha mãe sempre na janela, né!


Mas não sei se você entende o quanto isso foi importante pra mim! Eu sentia uma alegria indescritível! Juro que não consigo me lembrar de nenhum presente especial de outro natal, só esse.

juliana disse...

o e mail acima é só cyrineuss@hotmail.com

Fabi Maurício disse...

o melhor presente de natal?

De verdade, o melhor entre todos que lembro como se fosse hoje!
Eu, filha única, com uns sete anos no máximo, época de vacas magras (magérrimas), Collor=inflação. Minha mãe fazendo de tudo pra contornar as dificuldades, não criou grandes expectativas quanto à passagem de papai noel.
Ceiamos, dormi e quando acordei um embrulho pequeno debaixo da cama, papel de presente da "moranguinho" e dentro um ÓCULOS DE GATINHA VERMELHO com lentes pretas. A coisa mais mimosa, mais a minha cara e com certeza o presente
mais simbólico. Apesar da pouca idade acho que entendia a crise, cumplicidade entre mãe e filha: non tem preço!
A partir desse natal o óculos aparece em quase todas as fotos de família, um vício, usei até não caber mais e ainda o tenho guardado de recordação.

feliz 2009 cajon!

fernanda de azevedo disse...

Essa é fácil.

O melhor presente de natal que já ganhei na vida foi o último.

Eu havia pedido ao meu marido um momento romântico, porque achava que estávamos trabalhando demais e passando poucos momentos românticos, além do que, ele nunca liga muito pra isso, meio estabanado, pouco tato. Sabe como é?!

Na noite de natal ele veio com uma caixinha quadrada com o pior laço que eu já vi na vida. Quando abri a caixinha ele tinha feito uma super montagem: com algodão ele fez nuvens, com uma bola de natal a lona e com pedaço de cartolina o cesto. EU GANHEI UMA VIAGEM DE BALÃO. Foi o máximo abrir a caixinha e ver uma montagem incrível dentro dela.

No fim-de-semana seguinte fomos até Cabreuva fazer o passeio.Em meio a tantos dias chuvosos, abriu uma linda manhã ensolarada e eu ganhei o melhor momento romântico que eu poderia imagina.

Ele foi simplesmente o máximo!

Camila Ribeiro/ e mail: darpano@hotmail.com disse...

Melhor presente de natal que ganhei foi quando eu tinha uns 6 anos.


Era aquela época de colecionar figurinhas, comprar álbuns, gastar todo dinheiro da mamãe na banca de jornal...


Eu tinha o álbum da Barbie! Ela cheia dos modelitos e eu ficava lá querendo ter todos! Sabe como é criança, né? Quer sempre ser como seu idolo.

Minha vó costurava e eu pedi a ela que fizesse tooodas as roupinahs do álbum. é claro que ela deu risada, mas sutilmente ela perguntou quais eu mais gostava.
m dos que eu apontei era um vestidinho de verão listrado, vermelho amarelo e branco e tinha um chapéu branco também.

Tava toda cheia de expectativa quando chegou o dia de natal! Mas ví que minha avó chegou com uma caxa grande e pensei que fosse outra coisa ao inves do vestido.


Mas quando eu abri o presente, lá estava ele!!! Lindo e do meu tamanho!

Vesti na hora e sai brincando pela casa. Não tinha o chapéu pra completar, mas eu impovisei com um lenço na cabeça e adorei a brincadeira!

Lembro que eu não queria tirar o vestidod e jeeeeito nenhum! Foi um custo hahahhuahua!

Ingrid Araujo disse...

Hj é meu aniversário!!!! Espero que com a minha história eu ganhe o lencinho!